Chicarelli (PSDC) seria o vereador mais inútil de Curitiba?

Conheci Chicarelli pouco antes das eleições municipais de 2012 quando estava a pedir votos entre os empregados da ONG Siloé e membros da 4ªIEQ em Curitiba e passado alguns anos pensei: “o que ele teria feito com o mandato até então?” – todos deviam fazer isso com seus representantes e políticos conhecidos.

Então procurei na internet “projetos aprovados de autoria de chicarelli” e encontrei … nada! Ou melhor, tem uma concessão de título emérito ao Deputado Fábio Camargo (aquele do imbróglio de sua nomeação para o Tribunal de Contas), se não acredita veja o link que coloquei nas notas de rodapé. [1]

Lembro-me que um de seus compromissos de campanha era ajudar a ONG (Siloé) a garantir recursos para crescer e ajudar pessoas em situação de risco social, mas ela quebrou justamente por falta desses recursos. Além disso a ONG acabou cometendo faltas trabalhistas e o Ministério Público de Contas encontrou irregularidades nas prestações de contas e o Tribunal de Contas apesar de aprová-las o fez com ressalvas. [2]

Agora vem a cereja do bolo sobre o uso do cargo de vereador curitibano pelo representante do PSDC, pois, precisando aparecer, propôs que em Curitiba fiquem proibidas as festas conhecidas como “open bar”, aquelas em que ao invés do cidadão pagar por cada bebida consumida (e circular na festa com dinheiro atraindo perigo de furtos e roubos para si), o pagamento pelas bebidas se dá de forma adiantada e igualitária entre os participantes, por estar incluso no valor do ingresso. Para tanto, no Jornal Metro (quarta, 09 de abril de 2014), ele afirma que a bancada evangélica está se movimentando com os católicos para conseguir aprovação. [3]

Parabéns Chicarelli, em minha opinião política, a atividade legislativa que o senhor desempenhou até o momento é inútil para a cidade, mas o que o senhor pensa sobre o assunto? E o leitor? Poderíamos ofertar um prêmio de Vereador mais inútil de Curitiba em 2014!?

Os argumentos para o projeto de lei são descabidos, fazem de conta de que todos os problemas das madrugadas curitibanas tem origem na forma de pagamento da bebida consumida. E então surge um arauto salvador que diz que as festas, mesmos as organizadas por estudantes precisarão contar com operadores de caixa e os frequentadores precisarão circular com dinheiro e cartões, enfrentando filas e pagando a cada pedido, por que se pagar antes na compra antecipada do ingresso … aí o mal sobrevirá sobre a terra.

Meus queridos vereadores, sugiro que parem com esse tipo de coisa e passem a trabalhar pra algo útil por favor. Caso no mundinho particular de cada um não seja possível ver a realidade, eu ajudo:

Curitiba enfrenta grande dificuldade com o modelo adotado de financiamento do transporte público que pressiona sobremaneira os preços repassados às empresas além de que impede mudanças importantes na estrutura dos custos
Os haitianos que chegaram em nossa cidade precisam de apoio, assim como todos os outros menos favorecidos que chegarem na nossa cidade em busca de oportunidades, qual o papel social que um vereador tem se fecha os olhos para isso depois que sua “ONGzinha” quebra?
A cidade está endividada devido aos empréstimos europeus para a Linha Verde norte, obras do fim de campanha do Ducci, empréstimos para obras da Copa do Mundo, precisamos de um planejamento eficiente do orçamento plurianual do município o que demanda muuuito trabalho
Precisamos discutir e pensar em qual será o melhor modelo de concessões da administração dos parques públicos que começaram a ser concedidos, será que o modelo proposto está funcionando?
Será que a ferroviária precisa continuar no centro da cidade ou poderíamos movê-la para perto do porto seco do Boqueirão? e a Rodoviária? Não seria melhor integrá-la com todo o transporte público em um grande terminal, alguém já discutiu isso?
As licitações do poder executivo e suas descentralizações estão contemplando todos os princípios de Direito aplicáveis? Os contratos renovados ou reajustados parecem estar com preços justos? Como está a aplicação do orçamento anual do município pelo poder Executivo? há responsabilidade fiscal? Quem conferiu cada uma das linhas dos balancetes?
Será que temos como organizar o horário de funcionamento de cada tipo de estabelecimento empresarial e público visando diminuir os congestionamentos do horário de rush? … Qual sua participação nesses debates?
Será que o zoneamento urbano atual atende as nossas necessidades presentes e do futuro? Onde queremos verticalizar? Onde queremos ir para baixo da terra como se faz no Canadá? Como estamos integrando as novas regiões da cidade como Campo do Santana, Bairro Novo B, etc… ? Nossa estrutura de transportes está dimensionada para esses crescimentos? Nossa estrutura de Saúde está dimensionada para esses crescimentos? No que estamos investindo o dinheiro resultante dos leilões de potencial construtivo? Não seria melhor usar eles para essas adequações? Qual sua participação nesses debates?
Os incentivos fiscais para Pesquisa e Desenvolvimento de tecnologias estão funcionando? As tecnologias estão sendo realizadas? Quem está verificando? Onde elas estão sendo apresentadas? Estão gerando retorno financeiro para a economia da cidade? Cadê o debate?
Quais são os projetos inclusivos e educativos que a prefeitura prioriza para capacitar e oferecer melhores oportunidades aos nossos meninos e meninas das periferias, das ruas, para aqueles que tem os pais drogados, ou que na prática não os tem, como a prefeitura tem imaginado alcançar os adolescentes que largam a escola no ensino fundamental ou no ensino médio? Preferimos jogar a responsabilidade da criminalidade para a despreparada Polícia Militar no futuro dos nossos jovens só por que é mais fácil? Por que a Câmara não promove esse debate? Quem sabe criar mecanismos de incentivo fiscal para as empresas que mantiverem projetos dessa natureza, não seria legal?

Fico entristecido pois, não é só este vereador, mas em geral esse é o padrão da política e de nossos políticos, onde o que é importante é facilmente relegado ao esquecimento ou “feito nas coxas” enquanto qualquer banalidade que dá enfoque e manobra as massas votantes ganham repercussão e esforços desmedidos. [4]

Cada vez mais nossos representantes passam a impressão de que só causam impacto no mundo prático quando são pegos em atos de corrupção, quando criam leis que atrapalham ou quando votam nomes de ruas e praças pra não ficar sem votar em nada. Espero sinceramente estar equivocado sobre todos, ou pelo menos quanto a alguns.

Este seria meu discurso na Câmara hoje, se acaso eu fosse um Vereador, eu acho.


Nota: caso conheça-se projetos aprovados do vereador ou outro trabalho legislativo que tenha sido útil à cidade, por gentileza informem nos comentários abaixo, para que possamos retificar a constatação que fizemos em 2014.


[1] – A petição para homenagem a Fabio Camargo originalmente estava no link: http://skora.com.br/aplicativos/wp-content/uploads/2013/08/Chicarelli.pdf que por motivo que desconheço, foi retirada do ar. (atualização 21.out.2016)
[!] Adição em 21.out.2016: Forneço o link da publicação do Jornal Tribuna sobre o tema: http://www.tribunapr.com.br/noticias/politica/arquivada-proposta-que-homenagearia-fabio-camargo/
[!] Adição em 21.out.2016: Link para o conteúdo original no site da Câmara de Vereadores de Curitiba: http://www.cmc.pr.gov.br/wspl/sistema/ProposicaoDetalhesForm.do?select_action=&popup=s&chamado_por_link&pro_id=234302&pesquisa=Fabio%20Camargo

[2] – Fundamentação das afirmações sobre a ONG Siloé – Justiça do Trabalho TRT-9 – Judiciário – Processo n. 0001006-57.2013.5.09.0892 – Processo 0001008-27.2013.5.09.0892 – Tribunal de Contas – ver: ACÓRDÃO Nº 7486/14 – http://www1.tce.pr.gov.br/multimidia/2014/12/pdf/00271184.pdf e ver: ACÓRDÃO Nº 4166/14 – http://www1.tce.pr.gov.br/multimidia/2014/7/pdf/00260779.pdf

[3] – Edição com a entrevista concedida pelo Chicarelli e publicada no Jornal Metrohttps://issuu.com/metro_brazil/docs/20140409_br_metro-curitiba e outra que já fazia referência ao projeto: https://issuu.com/metro_brazil/docs/20130523_br_metro-curitiba e no portal online do grupo bandeirantes de comunicação: http://noticias.band.uol.com.br/cidades/noticia/?id=100000600551

[4] – Nesse link podemos ver mais alguns outros disparates entremeados por um ou outro projeto razoável: http://www.cmc.pr.gov.br/ass_det.php?not=22374


Atualização de 30 de novembro de 2015:

Hoje entraram em contato comigo por telefone, tanto um membro da executiva do PSDC como o próprio Vereador Chicarelli, pois, alegam que este post do blog o estaria “difamando” e que eu seria alvo de processo judicial se não o removesse.

Eu discordo, uma vez que as informações publicadas não são minhas, mas de fontes oficiais e públicas devidamente citadas, não havendo difamação portanto no mero elencar de forma textual o conteúdo de documentos públicos. Além disso, não existe no Brasil crime de opinião política que neste texto versa exclusivamente sobre a atividade legislativa, de forma alguma direcionado contra a vida pessoal dos citados, limite ético que impus a este blog. Mas, propus que em nome da boa educação e da qualidade do debate de ideias estou disponível para:

1 – Publicar eventual resposta que o gabinete do vereador me mande quanto ao texto e sobre o trabalho desenvolvido nos 3 anos de mandato. (até o momento não recebi).

2 – Reler (trata-se de um texto antigo do blog) e verificar se por acaso possam haver trechos com interpretação dúbia, equivocados ou exagerados nas figuras de linguagem empregadas. Neste caso melhorando o meu post.

Anúncios

4 comentários em “Chicarelli (PSDC) seria o vereador mais inútil de Curitiba?

  1. Agora o “Inútil”, admirador do Fábio Camargo, quer alterar o modo de funcionamento dos estabelecimentos do Centro Histórico. O cara é uma piada: teve 3.751 votos num universo de quase 1.173.000 eleitores (2012)

    Curtir

  2. Esse cara e´ (ou era) dono de um bar de balada no Batel, por isso o puxasaquismo com o Fábio Camargo que é quem controla a noite (legal e ilegal) curitibana (vide o caso do Waldo Delivery – que o chefe de gabinete dele estava por trás). Esse Chicarelli legisla em causa própria. Ele alugou a cabeça de um monte de manés donos de botecos e lanchonetes nas periferias prometendo churrascada quando vencesse a eleição e nunca mais apareceu nos estabelecimentos. Se for puxar a ficha deste camarada não duvido que não seja comparça do F. Camarg. Além de inútil é um cara muito perigoso.

    Curtir

  3. Esqueci de comentar que agora ele quer proibir as pessoas de obterem descontos quando compram uma caixa fechada de um determinado produto. É pra ferrar com os atacadistas e com mercados que dão promoção. Esse camarada é um perigo, está começando a notar o poder que possui, e a legislar em causa própria alegando alguma jsutificativa esfarrapada. É bom ficar de olho nele.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s